Acessibilidade
Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Página Principal > Notícias > Brasil sedia reunião para revisão de Manual de Unidades de Aviação em Missões de Paz da ONU
Início do conteúdo da página

Brasil sedia reunião para revisão de Manual de Unidades de Aviação em Missões de Paz da ONU

Publicado: Terça, 12 de Fevereiro de 2019, 12h05

Salvador (BA), 12/02/2019 - Na manhã da segunda-feira (11), no auditório do Centro Militar de Convenções e Hospedagem da Aeronáutica (Cemcoha), na cidade de Salvador (BA), ocorreu a cerimônia de abertura da 1ª Reunião do Grupo de Trabalho para Revisão do Manual de Unidades de Aviação Militar em Missões de Paz das Nações Unidas, com a participação de representantes da ONU e de nove países.

O Ministério da Defesa, por meio da Subchefia de Operações de Paz, conduz as atividades administrativas e de apoio ao evento no período de 11 a 15 de fevereiro. Aliada a essas tarefas, o Brasil integra o Grupo de Trabalho (GT) da revisão do Manual de Aviação, sob o gerenciamento das Nações Unidas, juntamente com os Estados Unidos, França, Gana, Marrocos, Paquistão, República Popular da China, Sri Lanka e Suécia.

No início da cerimônia, o subchefe de Operações de Paz do Ministério da Defesa, contra-almirante Rogério Ramos Lage, proferiu as boas-vindas aos participantes do evento e às autoridades convidadas. Em suas palavras, agradeceu o apoio oferecido pelas organizações militares situadas na capital baiana e enfatizou a importância da reunião a “todos os que contribuem para alcançar a estabilidade e a paz” em países que possuem missões de paz em curso.

Da esquerda para direita: presidente do Grupo de Trabalho, general Najeeb; general Silva Alvim; almirante Campos e almirante Lage 

Destacou, ainda, a importância da revisão do Manual de Aviação como “ferramenta para enfrentar os novos desafios existentes para implementação dos mandatos das Nações Unidas”, relativos a operações de paz e, especialmente, quanto “a questões relacionadas a proteção de civis e a proteção das Forças de Paz. ”

Encontravam-se presentes na ocasião os comandantes do 2° Distrito Naval (DN), vice-almirante Marcelo Francisco Campos, da 6ª Região Militar (6ª RM), general de divisão Marcos André da Silva Alvim, da Base Aérea de Salvador (BASV), coronel Ivan Lucas Karpischin, e da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (11ª CIPM), tenente Bruno Lima, que, durante atividade específica na parte da manhã, proporcionou informações afetas à segurança em áreas mais sensíveis da cidade de Salvador.

Em seguida, foi exibido vídeo mostrando as particularidades de cada região de nosso país, suas principais atrações turísticas e as principais capacidades das Forças Armadas brasileiras (Marinha, Exército e Aeronáutica).

Grupo de Trabalho debaterá temas como capacidades e tarefas, organização, apoio, treinamento e avaliação das unidades da aviação

A atualização do manual é conduzida pelo Escritório de Assuntos Militares do Departamento de Operações de Paz (DPO, sigla em inglês) da ONU. Além de anfitrião do evento, o Brasil ocupa a vice-presidência do GT, representado pelo coronel da Força Aérea Marcelo de Moura Silva, em conjunto com o Sri Lanka, representado pelo brigadeiro Thuyacontha. A presidência está sob a responsabilidade do general Najeeb Ahmad do Paquistão.

Ainda na abertura, o coronel Marcelo de Moura Silva, integrante da Subchefia de Operações de Paz do Ministério da Defesa e vice-presidente do GT, apresentou aos presentes a estrutura do MD, os documentos estratégicos de Defesa e a linha cronológica da participação brasileira em operações de paz. O coronel Moura integrou o último contingente da Missão das Nações Unidas para Estabilização no Haiti (Minustah), em 2017.

Representantes de nove países e da Organização das Nações Unidas (ONU) participam de reunião para Revisão de Manual de Aviação

Ao final da cerimônia, o comandante do 2° DN, vice-almirante Marcelo Francisco Campos, ressaltou o significado do evento no contexto das operações de paz. “O trabalho é uma importante contribuição para doutrina de operações aéreas dentro das missões de paz”, destacou.

O GT foi dividido em subgrupos e, ao longo da semana, debaterá os seis capítulos do manual. Serão abordados conteúdos sobre conceito de emprego de aviação militar, capacidades e tarefas, organização, apoio, treinamento e avaliação das unidades da aviação.
Em abril e junho deste ano, estão previstas outras duas reuniões do GT, em Islamabad, no Paquistão, e em Colombo, no Sri Lanka, em continuidade aos trabalhos iniciados no Brasil.

Por Lane Barreto

Fotos: Keven Cobalchini/MD
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
(61) 3312-4071

Fim do conteúdo da página